Os Três Iniciados – parte 1

Inicio aqui uma série de postagens sobre Hermetismo, seus princípios e correlações, e nada melhor para isso do que começar falando sobre a figura dos 3 Iniciados, intitulados autores d‘O Caibalion, livro que contém a essência dos princípios herméticos tal como são conhecidos hoje.

Os 3 Iniciados eram, em verdade, 3 grandes estudiosos que se reuniram para perpetuar o conhecimento dos sábios do passado sob a luz dos novos tempos, trazendo assim para o público o conhecimento de forma mais acessível, em um único e relativamente pequeno livro, síntese de velhos tomos e preceitos que tem sua origem na aurora dos tempos. A cada semana apresentarei uma breve biografia de cada um desses Iniciados, algumas peculiaridades, sua relação e posição na história do ocultismo ocidental.

William Walker Atkinson (Iogue Ramacháraca) era figura misteriosa. Nasceu em Baltimore em dezembro de 1862, filho de William C. Atkinson e Emma L. Mittnacht. Da sua infância só é notório que freqüentou a escola pública. Em 1889, com quase 27 anos, casou-se com Margaret Foster Black de quem teve dois filhos. Trabalhou como profissional liberal até o fim de 1895 quando é admitido no fórum da Pensilvânia como advogado. No ano seguinte após uma profunda crise pessoal, se aproximou da escola do Novo Pensamento que preconizava a obtenção da saúde, bem estar e felicidade através do controle e da confiança e mesmo da expectativa no encontro com o princípio divino positivo e benevolente.

Por seguir tal filosofia de pensamento, se transferiu com a família para Chicago, onde continuou sua carreira de advogado. Sua carreira de escritor teve início graças a dois editores do Novo Pensamento: Sydney Flower e Elizabeth Towne que publicaram seus escritos por longos anos, contribuindo ativamente para o seu sucesso. Tendo em vista a quantidade de atividade em comum, Atkinson abriu sua própria escola: a Atkinson School of Mental Science (Escola Atkinson de Ciência Mental), no palácio mesmo da New Thought Publishing Company de Flower. Atkinson adorava usar pseudônimos de acordo com o público ao qual se voltava e com o nome de “Theodore Sheldon” escreveu pela Elizabeth Towne um ensaio, Vim Culture (1913), inspirado na importância de viver uma vida ativa marcada pela autodeterminação. O seu pseudônimo mais famoso foi “Ramacharaca” que utilizou de 1900 a 1912, para publicar livros sobre o hinduísmo até hoje de grande atualidade e importância.

Permanece até agora desconhecida a forma pela qual o autor conseguiu aprofundar a tal ponto o conhecimento e o pensamento sobre a ciência oriental. Ananda, um pesquisador belga, que analisou esta questã, sustenta a hipótese que Atkinson foi discípulo de Baba Bharata, um famoso iogue que visitou o Estados Unidos no início de 1900, que era por sua vez discípulo de um mestre hindu de nome Yogi Ramacharaka. Outra fonte sustenta que o autor se havia recolhido no Oriente para estudar junto ao mestre hindu. Certamente, a única informação confiável é a que transpira diretamente de seus escritos nos quais descreve o percurso filosófico do estudo oriental, acompanhado da prática esotérica aparece empiricamente e aperfeiçoada naquele ano.

Na maior parte dos livros escritos como Ramacháraca evidencia o tema da insistente necessidade do homem apropriar-se do corpo e da saúde, antes de poder proceder em direção a um nível de consciência mais elevada. Este tema encontrado também nos raros textos ocultos trata da erradicação da doença sobre a Terra, ao ponto de em 1906, os recolher em um único texto “A Ciência da Cura Psíquica” (agrupa todas as técnicas terapêuticas por ele registradas). Por quinze anos, de 1900 a 1915, a produção com o pseudônimo Ramacharaka é intensíssima assim como também a que produziu com Atkinson, voltada para as idéias do Novo Pensamento. Em 1908, troca também o modo de escrever e surge um livro sobre o hermetismo, “Caibalion” (Il Kybalion) um dos Três Iniciados, Provavelmente em 1915 (?) com o pseudônimo de Magus Incognito assina um outro livro sobre a simbologia Rosacruz, “A Doutrina Secreta dos Rosacruzes“. Por volta de 1920, Atkinson renegou o grupo do Novo Pensamento que era constituído em torno de seu ensinamento porque tornara-se muito sectário, elemento absolutamente contrário a suas convicções. Transferiu-se para a Califórnia e começou a requisitar os direitos autorais que havia vendido ao editor e amigo do grupo do Novo Pensamento para apropriar-se de seus escritos e de seu conteúdo. Daí em diante assinou os livros só com seu verdadeiro nome e iniciou a estruturação orgânica de seu pensamento. O carro chefe desse período é “Magia Mental, O Segredo do Poder Mental” – “L’Energia mentale: il segreto della magia” (1935), na qual reuniu as sete lições de “The Secret of Mental Magic” e alguns capítulos fundamentais de “Mental Fascination“, com um capítulo introdutório e correlação inédita e altamente esclarecedora. O resultado é uma obra orgânica de extraordinária riqueza e intensidade. Morreu em Los Angeles em 22 de novembro de 1932.

Também um duplo cuidado a respeito de sua morte faz parte do mistério que circundou a sua vida. Existe um laudo de morte que evidencia, data e causa, mas existe também um documento de quatro anos depois no qual se atesta que Atkinson renovou pessoalmente os direitos autorais de alguns de seus livros. O autor publicou ainda como Iogue Ramacháraca, a trilogia da saúde: A Ciência da Respiração; Cura Prática pela Água e Hatha Yoga, e o clássico do ocultismo: “A Vida Depois da Morte“. Atkinson sempre manteve uma visão positiva, mesmo em um título como este último, plantando uma semente de felicidade que poderá florir na melhor e mais completa criatividade do homem, na certeza de não estar só e de poder existir na plenitude da alma em toda a sua infinita existência.

Fonte: http://www.ramacharaca.com.br/autor.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s